Toledo, quinta-feira, 26 de novembro de 2020 ESCOLHA SUA CIDADE

Esportes

21/10/2020 | Concebido por Goioerê

No golden set e com show de Tandara, Osasco vence Sesi-Bauru e é campeão paulista de vôlei

No golden set e com show de Tandara, Osasco vence Sesi-Bauru e é campeão paulista de vôlei

Se existe uma capital do vôlei em São Paulo, ela fica situada em Osasco. E a maior prova disso é a hegemonia que o time da cidade tem quando o assunto é Campeonato Paulista. Na noite desta terça-feira, no ginásio Panela de Pressão, em Bauru, vitória das donas da casa por 3 sets a 2 (parciais de 20/25, 25/27, 25/22, 25/21 e 15/10). No golden set, vitória do Osasco por 25 a 22 e o título estadual de vôlei feminino pela 15ª vez.

Contando com a estrela de Tandara, maior pontuadora da reta final do Paulista, o Osasco não deu chances ao Sesi-Bauru, que até então ostentava a melhor campanha e vinha invicto na competição, até a final. Em nove jogos, foram sete vitórias e apenas duas derrotas, justamente para o Sesi-Bauru, derrotado apenas uma vez, na partida de ida da final, por 3 sets a 2, o que permitiu ao Osasco a chance de, em caso de derrota, poder decidir o título no golden set, o que de fato aconteceu.

Com 37 pontos, Tandara foi a maior pontuadora do Osasco e da partida. Do lado do Sesi-Bauru, Polina Rahimova, com 33 pontos, foi quem mais pontuou.

Após amargar o vice-campeonato nas últimas duas edições, Osasco amplia a galeria de títulos estaduais. Agora, são 15 (2001, 2002, 2003, 2004, 2005, 2006, 2007, 2008, 2012, 2013, 2014, 2015, 2016, 2017 e 2020). O Paulistano, com sete títulos, e o Pinheiros, com seis, completam a lista de maiores vencedores do vôlei feminino em São Paulo.

As duas equipes agora se preparam para o Troféu Super Vôlei, competição que reúne os oito melhores da última edição da Superliga. Curiosamente, Sesi-Bauru e Osasco se enfrentam em duelo de quartas de final, no dia 29 de outubro, às 21h30. O campeonato será disputado em Saquarema, no centro de treinamento da Confederação Brasileira de Vôlei (CBV).

A decisão set a set

A pressão pela obrigação da vitória parece ter mexido com o lado emocional do Sesi-Bauru. Sem o apoio da torcida no ginásio Panela de Pressão, as donas da casa abusaram dos erros e viram as falhas serem determinantes para o domínio completo do adversário no primeiro set. Após abrir sete pontos, o Osasco errou três saques consecutivos, viu o Bauru encostar no placar, mas conseguiu vencer por 25 a 20 por falhar menos (sete erros contra nove das donas da casa).

Errando menos, o Sesi-Bauru voltou melhor e conseguiu abrir vantagem no placar. Na reta final do set, porém, o Osasco reagiu e voltou a afetar emocionalmente o adversário. Em um festival de erros, as donas da casa conseguiram errar menos que o Osasco (10 contra 11 erros do rival), mas não evitaram nova derrota: 27 a 25.

Precisando vencer quatro sets para sair com o título, o Sesi-Bauru se perdeu de vez emocionalmente e viu o Osasco abrir oito pontos de vantagem no início do set. No entanto, em uma reação impressionante, as donas da casa conseguiram passar à frente na reta final do set. E a tranquilidade que faltou nos dois primeiros sets, sobrou para o time conseguir fechar em 25 a 22, mantendo-se na briga pelo título.

Marcado por muito equilíbrio, o quarto set foi disputado ponto a ponto. E quem desequilibrou na hora certa foi Adenízia. Com três bloqueios consecutivos e muita vibração, a jogadora chamou a responsabilidade e marcou o ponto que manteve o Sesi-Bauru na disputa: 25 a 21.

No tie-break, a frieza passou a jogar ao lado do Sesi-Bauru, que conseguiu controlar o set e levar a partida para o golden set. Vitória por 15 a 10 das donas da casa, devolvendo a derrota sofrida em Osasco.

Após um apagão e a virada sofrida no tempo normal, Osasco se reorganizou e imprimiu o mesmo ritmo dos dois primeiros sets da partida. E com a força ofensiva de Tandara, o maior campeão paulista da história fez valer a sua tradição para fechar o set desempate em 25 a 22, encerrando jejum de dois anos e conquistando novamente o título estadual.

Escalações

Sesi-Bauru: Dani Lins, Mara, Tifanny, Suelle, Adenízia, Polina Rahimova e Brenda Castillo. Reservas: Malu, Carol Leite, Kátia, Pamela, Júlia, Vanessa Janke e Fê Isis. Técnico: Anderson Rodrigues.

Osasco: Roberta, Mayany, Jaque, Tainara, Bia, Tandara e Camila Brait. Reservas: Ane Medina, Naiane, Karine, Kika, Karyna, Gabi Cândido, Paracatu e Sonaly. Técnico: Luizomar de Moura.

 

PUBLICIDADE

Fonte: GOIOERÊ | CIDADE PORTAL | GLOBO ESPORTE

OPINE!

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização. © 2017. Todos direitos reservados. Jornalista Responsável - Jairo Tomazelli - 11632/PR - Welinton Tomazelli 11636/PR

Desenvolvido por Cidade Portal