Toledo, segunda-feira, 03 de agosto de 2020 ESCOLHA SUA CIDADE

Paraná

10/07/2020 | Concebido por Goioerê

Após colheita, produtores rurais contam com atuação de Engenheiros da Agronomia no armazenamento da safra nos silos

Após colheita, produtores rurais contam com atuação de Engenheiros da Agronomia no armazenamento da safra nos silos

Região Oeste do Paraná conta com mais de 200 silos que podem armazenar cerca de seis mil toneladas de grãos cada um. O Brasil é o segundo maior produtor de grãos do mundo e o Paraná é destaque no país como segundo maior produtor de cereais, ficando atrás apenas do Mato Grosso e à frente do Rio Grande do Sul, de acordo com dados de 2019 da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab). 

Este ano o Paraná deve colher 40,9 milhões de toneladas de grãos na safra 2019/2020, volume 13% maior do que o produzido na safra passada (36 milhões de toneladas) e 0,5 % maior do que a estimativa divulgada no relatório anterior, segundo o Departamento de Economia Rural (Deral), da Secretaria de Estado da Agricultura e do Abastecimento (Seab).

Na região Oeste do Estado, mesmo com atraso, a colheita do milho safrinha tem uma projeção de 12 milhões de toneladas. “Agora, entre julho e agosto, nós estamos na colheita da safra de milho, que atrasou um pouco este ano. O trigo será colhido em setembro e a soja sempre no início do ano, nos meses de janeiro, fevereiro e março”, explica o inspetor do Crea-PR na regional Toledo, Engenheiro Agrônomo Fábio dos Santos Biazoto. Inspetores são profissionais da comunidade que exercem um cargo eletivo honorífico e que auxiliam os trabalhos do Conselho no setor em que atuam.

Toda essa produção de milho, soja, trigo e outros cereais precisa ser bem armazenada até chegar ao seu destino. Para isso, a região Oeste do Paraná conta com mais de 200 silos. Essas estruturas contam com a atuação dos Engenheiros Agrônomos e Engenheiros Agrícolas, que são profissionais habilitados para cuidar do armazenamento e da qualidade dos grãos nos silos. “Aqui na nossa região existem silos com capacidade de armazenamento de até cem mil sacas, cerca de 6 mil toneladas cada um”, destaca o Engenheiro Agrícola Moacir Kessler. 

Para ser armazenado, o grão passa por um longo processo que conta com a supervisão do Engenheiro Agrônomo.  Caso esse procedimento não seja efetivo, pode haver prejuízos. “Se o silo não possuir um profissional habilitado e equipe qualificada para o serviço, com certeza vai haver perdas dos grãos”, adverte o Engenheiro Agrícola. 

 

Limpar, secar e armazenar

No processo de armazenamento, a secagem do cereal é uma das etapas mais importantes.  Para o inspetor do Crea-PR,  o trabalho de conservação dos grãos não muda muito entre os mais variados cereais, e a umidade ideal dos grãos é de 13%.  “O que dá mais trabalho é a secagem do milho, que vem com mais umidade do campo. Já da soja é mais tranquilo. Em alguns casos, a carga de soja já vem bem seca e nem precisa passar pelo secador, somente pelo processo de limpeza”, observa Biazoto.

Após todo um longo processo de plantio e colheita, o trabalho continua nos silos. A produção é levada para a cooperativa, ou ponto de recebimento, onde os grãos são classificados. No local, os cereais já passam por um primeiro processo para a retirada de umidade e impurezas, antes da pesagem para a descarga na moega. “Os grãos passam por essa pré-limpeza para a retirada de restos de plantas e terra. Na sequência, é verificado se o cereal está com a umidade ideal para então ser levado para a secagem, ou secador, quando necessário. Atingindo a umidade ideal, a carga é resfriada e então o elevador joga os grãos no silo onde ficarão armazenados”, conta o Engenheiro Agrônomo.

Nos silos a segurança dos trabalhadores é seguida por rígidas regras, uma vez que esses locais possuem diversos maquinários, tornando-os ambientes de risco. “Apenas trabalhadores qualificados podem acessar esses ambientes. Nós fornecemos EPIs e treinamento para todos, mas no espaço confinado, quem não tem treinamento não pode acessar”, afirma Biazoto.

 

Fiscalização

O Crea-PR realiza fiscalizações sobre a responsabilidade técnica de profissionais que sejam legalmente habilitados para a atividade de armazenamento de grãos, com o intuito de manter a segurança na operação onde as condições dos silos influenciam na qualidade dos alimentos e podem oferecer riscos ambientais. “A operação de armazéns e silos é uma atividade técnica especializada e por isso os profissionais da modalidade de Agronomia estudam disciplinas específicas sobre o tema nos cursos de graduação da área”, lembra o gerente regional do Crea-PR, Engenheiro Civil Geraldo Canci.

O gerente do Crea-PR ressalta ainda a importância da presença de um profissional habilitado em armazéns e silos. “Onde tem armazenamento de grãos deve haver um profissional habilitado. O  proprietário deve exigir dele a ART - Anotação de Responsabilidade Técnica, que identifica de forma legal, objetiva e rastreável, que o serviço foi planejado e executado por um ou mais profissionais legalmente habilitados pelo Crea-PR, e que cabe exclusivamente a este, ou a estes profissionais, a responsabilidade técnica pelo serviço realizado”, alerta.

Seguindo todos esses cuidados, os grãos ficarão armazenados com segurança e qualidade, mesmo que a longo prazo. “Não há um período limite para o armazenamento dos grãos. Por conta da tecnologia e do uso adequado de equipamentos, em condições normais, esse prazo é indeterminado.” garante Moacir Kessler.

O Engenheiro Agrícola conclui afirmando que neste período de pandemia os trabalhos seguem normalmente nos silos. “Nós estamos tendo todos os cuidados necessários, seguindo todas as recomendações da Organização Mundial da Saúde (OMS) e das demais autoridades da área”.

 

Sobre o Crea PR

O Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Paraná (Crea-PR), criado no ano de 1934, é uma autarquia responsável pela regulamentação e fiscalização dos profissionais da empresa das áreas da engenharia, agronomias e geociências. Além de regulamentar e fiscalizar, o Crea-PR também promove ações de orientação e valorização profissional por meio de termos de fomentos disponibilizados via Editais de Chamamento.

PUBLICIDADE

Cidade Portal - O Seu Portal de Notícias!
** Envie fotos, vídeos, denúncias e reclamações para a equipe do Cidade Portal pelo WhatsApp (44) 99979-8991 ou entre em contato pelo (44) 3838-7475

 

Fonte: GOIOERÊ | CIDADE PORTAL | Crea-PR

OPINE!

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização. © 2017. Todos direitos reservados. Jornalista Responsável - Jairo Tomazelli - 11632/PR - Welinton Tomazelli 11636/PR

Desenvolvido por Cidade Portal