Toledo, quarta-feira, 17 de agosto de 2022 ESCOLHA SUA CIDADE

Paraná

22/03/2022 | Concebido por Goioerê

Nova concessão do Parque Nacional do Iguaçu deve dobrar número de turistas em Foz

Nova concessão do Parque Nacional do Iguaçu deve dobrar número de turistas em Foz

Leilão foi realizado nesta terça-feira em São Paulo. Proposta vencedora foi de R$ 375 milhões – ágio de 350%. A concessão é a maior do setor de parques já realizada no Brasil.

O Parque Nacional do Iguaçu, principal atrativo turístico do Paraná, terá uma nova concessão por mais 30 anos. O leilão realizado na tarde desta terça-feira (22) em São Paulo pelos Ministérios do Meio Ambiente e da Economia teve oferta vencedora de R$ 375 milhões – um ágio de 350% sobre o preço mínimo estipulado pelo governo federal.

O setor turístico paranaense tem muito a comemorar: a nova concessão irá dobrar o número anual de visitantes em Foz do Iguaçu, dos atuais 2 milhões para 4 milhões – em 2021, ainda sob efeitos da pandemia, foram 655.335 visitantes de mais de 100 nacionalidades diferentes. A previsão consta do estudo de potencial realizado pela União para o processo de concessão. 

“A disputa acirrada demonstra a grandeza e o potencial turístico do Paraná, que atrai ano a ano grandes investimentos no setor. O turismo do Paraná vai bombar ainda mais nos próximos anos”, disse o secretário do Desenvolvimento Sustentável e do Turismo do Paraná, Marcio Nunes, que representou o Estado no leilão.

O consórcio vencedor foi o Novo PNI, composto pelas empresas Cataratas SA e Construcap. Além do aporte inicial de R$ 375 milhões, o grupo se compromete a investir mais de R$ 500 milhões em novas infraestruturas e outros R$ 3,6 bilhões na operação do parque durante o período da concessão, previsto para 30 anos, segundo o BNDES.

Novo aplicativo Paraná Mais Verde facilita o acesso a mudas nativas dos viveiros florestais

Esse investimentos têm o potencial de duplicar o número de visitantes do parque, com expansão da área concessionada e aumento na atratividade da visitação.

A concessão é a maior do setor de parques já realizada no País. A receita da concessionária virá essencialmente dos ingressos cobrados para a entrada. 

Pelo edital, moradores dos 13 municípios paranaenses no entorno terão desconto no ingresso. Será possível também estabelecer pacotes especiais para visitas de mais de um dia, para incentivar a permanência do turista. 

Governo retoma projeto para regulamentar ecoturismo em Unidades de Conservação

O edital também prevê obrigações relacionadas à sustentabilidade ambiental, a cargo do concessionário, tal como o provimento de apoio a ações de educação, comunicação e interpretação ambiental.

“Essa nova concessão é fundamental para a projeção do turismo no Estado do Paraná”, comemorou o presidente da Paraná Turismo, Irapuã Cortes. “E terá influência sobre a projeção de turistas não apenas no Parque, mas sobre toda a região de Foz do Iguaçu”.

PARQUE – Criado em 1939, o Parque Nacional do Iguaçu está situado na cidade de Foz do Iguaçu e tem área de quase 200 mil hectares. É a maior reserva remanescente de Mata Atlântica da região e tem o título de Patrimônio Natural da Humanidade. A principal atração turística são as Cataratas do Iguaçu, eleita uma das Sete Maravilhas da Natureza em 2011. O parque também protege uma riquíssima biodiversidade da fauna e flora brasileiras, algumas delas ameaçadas de extinção como a onça-pintada e o jacaré de papo amarelo.

 

PUBLICIDADE

Fonte: GOIOERÊ | CIDADE PORTAL | AGÊNCIA DE NOTÍCIAS DO PARANÁ - AEN

OPINE!

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização. © 2017. Todos direitos reservados. Jornalista Responsável - Jairo Tomazelli - 11632/PR - Welinton Tomazelli 11636/PR

Desenvolvido por Cidade Portal